Tempo

O tempo constrói. O tempo corrói. Quando o tempo não está ao lado dos que amam, ele os molda. O tempo age e flagela. O tempo cuida, e o tempo mata. E assim o tempo vai tornando cada pessoa menos, e cada ausência mais. Não só as pessoas de quem é predicado, mas também quem decide esquecê-lo. A fonte da luz que foca o tempo também queima o peito humano. Como quem já viveu muito tempo, ainda acha que tem pouco. A cicatriz em seu peito lhe diz o contrário. Já passou muito tempo pensando sobre o tempo que faltava, e o tempo que passava rápido demais. Contou fios dourados, e lagos verdes em tempo. Cada segundo um mar, e cada hora uma gota. O tempo confunde, e faz dois anos de brasa se esvair com uma simples mudança no tempo. Não importam os valores, as carícias, os amores e temores. O tempo não para, e não deixa parar. A noite, o dia, a tarde, o atraso, o adianto. Tudo tempo, sem tempo para explicar. Tempo de angústia, tempo de tristeza, tempo para pensar. O tempo todo pensando em, a todo tempo, com todo tempo do mundo, te amar.

Anúncios
  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: