A vida que brinca

Chega um momento em que a vida parece querer brincar com você.

Dia de marmota, sempre as mesmas tristezas, mazelas, e preocupações ocupam a sua mente. E , não sendo o bastante o que já está acontecendo, mais preocupações e desapontamentos brotam nesse jardim.

Esses sentimentos, de tão constantes, parecem se materializar em grades, que se levantam do solo ao seu redor, e parecem lhe impedir o alcance da felicidade. A confusão é demasiada, e a volta ao passado é iminente. Apesar de ter prometido a si mesmo que voltar não valia a pena, você o faz. E prova que estava certo. Se pergunta o sentido de tudo isso. Há mesmo um constante observador querendo brincar com você ou é esquizofrenia demais?

Quando tudo está no seu limite, você tenta se segurar em qualquer resquício do que parece ser um apoio. Surge uma faísca.

E, por algum motivo totalmente irracional, uma chama se apossa do seu coração, e passa a descongelá-lo. Isso atrai a esperança, que já desfalecia no frio. O raciocínio, que também adormecia, volta a falar com você.

Começa a entender que o dia de marmota não é uma condição do universo. É sua. As tristezas, mazelas e preocupações vêm, porém cabe a ti deixá-las ir. O jardim, que já se encontrava mal-cuidado, torna-se suscetível a novas ervas-daninhas. Também passa a raciocinar de que o passado não lhe faz feliz, o que justifica o mesmo sentimento com o presente.

Beira o entendimento do sentido de tudo isso: Aprendizado? Fortalecimento?

E tenta lembrar de onde viera a faísca.

Brinca com a vida.

Anúncios
  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: