Poeira e traça

Mãos são manchadas com a poeira que, abrupta e voraz, após um sopro leva para longe o resquício de solidão. Traças rodeiam a base do encapado de sonhos, aquele que permite o mundo -em seus dois lados, filosófico e prático- ser mais objetivo e claro. O garoto, sujava as mãos após observar a capa com dragões e guerreiros. A adolescente passava os dedos no pó para conseguir ver o casal se beijando à capa. As traças agora correm em busca da fortificação de outras páginas. A poeira apenas seca, porém as mãos continuam segurando os sonhos encapados.

Anúncios
  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: